quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Pai

Se pudesse voltaria no tempo, numa viagem especial,
Para poder te encontrar, viver algumas lembranças,
Do pouco que desfrutei de tua companhia, poder ver tua alegria,
Ao saber do meu nascimento, todo seu contentamento,
Seu grande sonho, que nem sequer pode criar, educar,
Não pela partida, mas por outras circunstâncias da vida.

Passaria mais tempo contigo, te chamaria de amigo,
Abraçaria como nunca abracei, falaria o que nunca falei,
Já que não tive a oportunidade de tê-lo comigo,
Para suprir essa carência, que tua ausência me traz,
Dos teus conselhos, do seu carinho, apontando o caminho,
E poder com alegria te chamar de pai.

Porém, tudo não passa de uma saudade,
Que me faz viajar até voltar a realidade,
Já que não tive como viver outros momentos,
Pois quando fostes, eu era uma pequena criança,
E o que dói é não ter uma imagem para lembrança,
Para mostrar para alguém e dizer: - Este foi meu pai.

sábado, 11 de agosto de 2012

Uma pequena, mas sincera homenagem

Nosso amor é lindo, e sempre permanecerá lindo, porque não foi por acaso ou um momento qualquer que nos encontramos, foi algo tremendo e muito importante pra nossas vidas, pois começou dentro de uma igreja, na casa do Senhor, que com certeza tinha preparado você pra mim, como recompensa pela minha fidelidade e ter esperado nele.

Jamais poderia imaginar que aquele olhar, que aquele sorriso tão lindo seria pra mim, pois em uma reunião, onde havia centenas de jovens, até de beleza exterior maior que a minha, foi o coração quem falou mais forte, naquela data marcada por Deus, dia 06 de dezembro de 1992, na Igreja Assembléia de Deus - Templo Central em Pedreiras-MA,  lugar de benção e paz, provando mais uma vez que não é no mundo que devemos procurar uma companheira, mas quando estamos em sua casa, quando temos sua palavra como prioridade, ele cuidará de nós, e tem o melhor para os seus filhos.

E assim, antes que o tempo passe, pois passamos o mês de julho e chegamos em agosto, o dia 23 de julho  tá ficando mais longe, então, quero deixar minha homenagem, mesmo que simples e pequena, agradecer a Deus pelo nosso amor, pelos dezoito anos de um casamento feliz, prospero e muito abençoado, porque desde o dia 23 de julho de 1994, convidamos o Senhor Jesus e ele tem estado conosco todos os dias e confirmado nosso ministério.