quinta-feira, 22 de julho de 2010

O que mudou em minha cidade natal

De volta a minha terra, após alguns anos,
Muito me alegrei, mesmo sendo apenas um passeio,
Foi grande a emoção ao entrar na divisa,
Pisar naquele solo e rever o meu povo,
Não tem como esquecer minhas origens,
Por mais simples que seja ela trás saudades.

Rever os amigos, lembrar o tempo de criança,
Ali pude constatar que hoje é outra a realidade,
Procurei por alguns que se foram para bem longe,
Outros não mais retornarão a esta vida,
Sentir certa diferença em algumas pessoas, não sei,
Mas sentir o carinho de alguns que me acolheram como filho.

Teve coisas que deu vontade de chorar,
Pois a miséria se estendeu até aquele lugar,
E mesmo no sorriso de alguns que muito amo,
Vi a insatisfação e uma tristeza estampada,
Mas não mudaram na generosidade e hospitalidade
Características de um povo, sofrido, guerreiro e lutador.

Pude ver pessoas sofrendo, outras sofridas,
Que mesmo na dor não deixaram de acreditar
Muitos jovens perdidos nas drogas e outros vícios,
Apesar de isso ser uma realidade do Brasil,
Outros sem perspectivas, outros acreditando,
Pois foi a terra que escolheram para viver.

Eu acredito em tempos melhores,
Pois é minha cidade a quem tanto quero bem,
Os que ficaram são bons e tentarão mudar,
Fazendo com que o progresso venha de verdade
Pra que no futuro quem sabe um dia,
Eu possa me orgulhar mais ainda de minha cidade

(Tem uma pessoa que mora nessa casa, é alcoólatra e vive sozinha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário