terça-feira, 22 de junho de 2010

Vasos

Há muitos carentes, doentes,
Sofrendo na alma, a dor e a derrota,
São vasos que esvaziaram,
Por não vigiar nos seus propósitos,
Deram ouvido ao que o inimigo falou,
E como Ló olhou para trás, não vigiou.

Vasos que não foram aproveitados,
Outros que até mesmo foram explorados,
Desiludidos com tudo tomaram outra rota,
Achando que com ele ninguém se importa,
Mas Deus não os esqueceu, nem deixou pra trás,
É mentira de satanás, que deseja a derrota.

É triste ver alguém caído,
E o inimigo achando que venceu, que está ferido,
Festejando, cantando como uma vitória,
Esqueceu do amor de Deus, que não abandona os seus,
Que existe alguém que geme, sofre, chora e ora,
Pra que Deus mude toda essa história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário