segunda-feira, 13 de abril de 2009

OVELHA QUERIDA

Ovelha querida, porque choras?
Vejo que contigo algo não vai bem,
É o olhar de pastor que conhece a ovelha,
Não é assim que reage quando te vejo,
Agora tuas lágrimas acabam te entregando,
E percebo que teu coração está ferido.

Tua tristeza me preocupa muito,
Pois não é assim que Deus te quer
Ele te chamou com propósito e firme
E você já sabe disso e muito bem,
Também sabes que tem meu ombro pra chorar,
E um amigo para desabafar sua dor.

Quero sorrir com teu sorriso,
Que é belo, sincero e sempre irradia
E a tristeza que hoje é vista em tua face
Percebe-se que tua alma está vazia,
Sinto-me carente de teu belo sorriso
E quero ter de volta tua alegria.

Ovelha querida, enxuga tuas lágrimas,
Onde está o sorriso, coloca pra fora, arranca essa dor,
Acalma teu choro, pois tu és de meu Deus,
Sinto-me feliz por ser teu amigo e pastor
Tenho dedicado meu amor e todo meu carinho,
E quero está contigo na alegria ou na dor.

Tenho procurado levar sempre o alimento,
A Palavra que Deus preparou para ti,
E os carrapichos que gruda em tua pele,
Às vezes são muito, mas é preciso arrancar,
Procuro conduzi-la sempre ao caminho do céu,
E Deus me entregou para cuidar e amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário